25 julho 2017

Sobre ser e parecer

Há alguns anos uma pessoa pegou meu diário e riu as coisas que estavam escritas, ter alguém rindo e zombando dos seus sentimentos não é algo que desejo para ninguém, sempre que pegava uma caneta era para escrever o que não tinha coragem de dizer, e depois disso fiquei sem coragem de escrever também. Mas escrever sempre foi algo que amei fazer, acho que está no sangue, esse sempre foi o tipo de arte favorita da minha mãe, e mesmo sem coragem eu ainda queria, na verdade precisava escrever, nessa época também eu estava começando a conhecer a internet e pensei que tinha que ter alguma coisa nessa imensidão que pudesse me ajudar.

Há uns dez anos se você digitasse “diário virtual” no google você caia no mundo dos blogs, que nada mais eram que diários, onde as pessoas compartilham de suas vidas e sentimentos, foi assim que nasceu meu primeiro blog, que era privado, só eu podia ler, e com ele o medo foi passando, naquele tempo blog não dava dinheiro, não era profissão, era só sobre escrever, expressar. Conheci alguns blogs que hoje muito provavelmente não existem mais, e outros que hoje são gigantes e muito famosos, e esses blogs me ensinaram que no final das contas não estamos tão sozinhos nos nossos gostos e sentimentos quanto pensávamos. Com o tempo fui perdendo a vergonha e o medo e comecei até realmente publicar algumas das coisas que eu escrevia, um texto, uma opinião sobre um livro ou filme que tinha assistido recentemente, mas era só um passatempo que eu fazia quando sentia vontade sem nenhum compromisso ou pretensão.

Fiquei alguns anos sem blogar e também sem consumir blogs e quando dei por mim, isso tinha tomado proporções que eu nunca imaginei quando parei de “brincar” com eles, agora era tudo sobre ganhar, vender, apesar de ainda ter aqueles que os usavam para compartilhar e expressar, eram infelizmente a minoria, confesso que senti saudade de ter um blog, mas eu ainda queria as mesmas coisas que a menina de oito anos, queria só escrever, dar minha opinião sobre o mundo, e assim nasceu esse cantinho, que bem no comecinho há quase cinco anos eu não contava para ninguém que existia.

Mas em algum lugar no decorrer dos anos confesso que me perdi, o blog que para mim sempre foi algo visceral, onde eu colocava minha alma, minha vida, virou apenas números e visualizações, invés de escrever sobre coisas que eu realmente queria, do jeito que eu queria, comecei a escrever coisas que eu achava que as pessoas queriam ler. Fotos, que para mim, sempre foi sobre registrar momentos, sobre se divertir e eternizar, virou puramente sobre mostrar, parecer, aparecer nas redes socias, quando percebi isso vi que eu tinha que parar para repensar e organizar, para voltar a ser quem eu realmente sou, e não quem a mídia, as redes socias, queriam que eu fosse, eu descobri na internet um lugar onde eu podia ser eu mesma sem medo, mas isso tinha se perdido e essa mesma internet que me libertou tantos anos atrás estava me transformando em alguém preso, alguém que eu não queria ser. Uma pessoa que passava horas em busca da foto perfeita, para parecer ter uma vida perfeita, para mostrar as coisas que eu tinha, os lugares que eu ia só para que as pessoas soubesse que eu estive lá.

Cansada de parece, resolvi voltar a ser. Ser eu mesma, sincera, descobrir lados meus que eu não conhecia, redescobrir lados esquecidos, para ser mais leve. Descobri que viver fingindo é muito difícil, muito pesado, prefiro a loucura da sinceridade. 

22 julho 2017

Inspiração: Fotos com a amiga

Pensei bastante antes de fazer post por causa de umas coisas que tenho pensado bastante ultimamente, e que pretendo falar em um outro post, mas acabei decidindo publicar, eu já fiz uma versão com foto na praia que você pode conferir bem aqui. Mas a ideia de fazer esse post veio por que eu e a minha melhor amiga estávamos buscando inspirações para fazer umas fotos juntas, ai eu pensei que talvez as fotos que nos selecionamos poderiam inspirar você e sua amiga a fazer algumas fotos legais também.


Na Rua, na praia ou até dentro de casa, em qualquer lugar da para fazer uma foto legal com a sua amiga, basta ter um pouco de criatividade e muito bom humor. 



Frutas, doces e bebidas são ótimos acessórios para fotos, fica bonito, divertido e depois vocês ainda podem fazer um lanchinho.

Flores, velas e luzes também são ótimos componentes de fotos, mas não podemos esquecer o mais importante, colocar nossa personalidade na foto, se divertir e registrar um momento que vale se lembrado, sem gastar fortunas e fazer sacrifícios só para mostrar, um bom jeito de saber se uma foto realmente vale a pena e se perguntar se só você fosse ver aquela foto você ainda ia gostaria de tira-la?
Se inspirem muito e tirem fotos lindas! Me diz ai o que você achou das fotos!

20 julho 2017

10 músicas cristãs favoritas 2017

Eu adoro conhecer músicas novas, e sempre que conheço uma música que amo quero que todas as pessoas a minha volta também possam conhecer, e por isso que estou aqui mais uma vez para compartilhar com vocês as músicas cristãs que mais fazem parte da minha vida atualmente, fiz uma lista assim ano passado e resolvi atualizar. Espero que essas músicas possam fazem bem a sua alma como fazem a minha.

Me Leva pra Casa - Israel Subirá

Pra Onde Eu Irei? - Morada

Nova Chance - Thaiane Seghetto

Bonecos de Plástico – Palankin

Canção do Publicano - Ministério Zoe

Até que Ele venha - Alexandre Magnani

O Sopro - Mariah Gomes

Outra Vez - Lucas 9

Estranho Sem Ninho - Ministério Zoe

Para que entre o Rei - Morada

Então quais são as músicas que tem feito bem para sua alma? Conta para mim!

14 julho 2017

5 produtos de cabelo que estou amando usar nos meus cachos

Desde que terminei a transição capilar, testei uma verdadeira infinidade de produtos e misturinhas no meu cabelo, alguns deixaram meu cabelo ainda mais lindo e outros não se deram tão bem. Ao decorrer dos meses depois da transição a textura do meu cabelo também mudou, e alguns produtos que ficavam ótimos no começo hoje já não ficam tão legais, então quero compartilhar quais produtos estou amando usar atualmente.

Shampoo Hidratante e Tratamento Condicionante Novex Meus Cachos - R$18,90

Maionese Capilar #TodeCachos - R$19,90

Creme Novex Santo Black Poderoso - R$18,50

Gelatina Vai Ter Volume Sim! #TodeCachos - R$15,90

Creme Para Pentear Keraform Cachos Definidos - R$24,90

Esses são os produtos que tem sido melhores amigos dos meus cachos, mantendo-os hidratados e nutridos, com volume e definição, e me fazendo cada dia amar meus cabelo e cuidar deles, temos que lembrar que cada cabelo é diferente e que em cada um terá um resultado diferente, mas são produtos de qualidade, de marcas que eu confio e recomendo, que você pode achar na loja de cosméticos mais próxima da sua casa com preços super acessíveis.

Você já usou algum desses produtos? Conta para mim o que achou!

10 maio 2017

Precisamos falar sobre Dear White People

Antes mesmo terminar de assistir a nova série da Netflix eu já sabia que teria que falar com vocês sobre ela, por que é uma série sensacional, que fala de assuntos muito importantes, mas não tem quase ninguém comentando sobre ela.
Vamos conhecer Sam e um grupo de estudantes negros em uma universidade onde a maioria dos alunos são brancos, a série começa depois de uma festa blackface organizada por estudantes brancos do campus, e a partir disso varias tensões raciais se desenrolam.
São 10 episódios de aproximadamente 30 minutos, e apesar de ser uma série com temas pesados e importantes, conseguiram passar de forma bem leve.
Ao mesmo tempo que quero muito conversa com vocês sobre Dear White People, tenho medo de não conseguir passar a complexidade da série, então resolvi deixar aqui um vídeo da linda da Nataly Neri, que eu sou apaixonada, falando um pouco sobre o que ela achou.

Essa série fala e mexe não só com os negros, mas com todos nós como sociedade, e nos faz refletir, acho que é muito importante, principalmente para os jovens, assistir e assimilar tudo o que ela tem para nos passar. Se você é negro, como eu, vai sem duvida se identificar com os personagens e a suas vivencias. 
Apesar de estar sendo ignorada por grande parte do publico, a maioria dos que viram a série até agora tem gostado muito, ela tem 100% de aprovação no Rotten Tomatoes e a média geral no Filmow é de 4.5.

Não é uma série para gente negra ou gente branca, é para todos. Série mais que recomendada.
Então conta para mim se ficou curioso? Ou se assistiu, o que achou? Vamos conversar!
Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo